Monday, November 20, 2006

deaf & blind


...what will? ...what was? ...what is?

"...ando muito fotógrafo", ando muito observando, ando muito andando também, e ando "muito vendo", e ando vendo muitas palavras por aí, e muitas palavras por aqui e mais palavras acolá ...e palavras por palavras, as do Mestre Caeiro se encontraram comigo nesse pós-domingo tão misterioso... "O mistério das coisas? Sei lá o que é o mistério! O único mistério é haver quem pense no mistério. Quem está ao sol e fecha os olhos, Começa a não saber o que é o sol E a pensar muitas coisas cheias de calor. Mas abre os olhos e vê o sol, E já não pode pensar em nada, Porque a luz do sol vale mais que os pensamentos De todos os filósofos e de todos os poetas. A luz do sol não sabe o que faz E por isso não erra e é comum e boa. (...) O único sentido íntimo das coisas É elas não terem sentido íntimo nenhum!" "VIVE, DIZES, no presente, Vive só no presente. Mas eu não quero o presente, quero a realidade. Quero as coisas que existem, Não o tempo que as mede. O que é o presente? É uma coisa relativa ao passado e ao futuro. É uma coisa que existe em função de outras coisas existirem. Eu quero só a realidade, as coisas sem presente. Não quero incluir o tempo no meu esquema. Não quero pensar nas coisas como presentes, quero pensar nelas como coisas. Não quero separá-las de si-próprias, tratando-as por presentes. Eu nem por reais as devia tratar. Eu não as devia tratar por nada. Eu devia vê-las, apenas vê-las; Vê-las até não poder pensar nelas, Vêlas sem tempo, nem espaço, Ver podendo dispensar tudo menos o que se vê. É esta a ciência de ver, que não é nenhuma." ...quem sabe, ao cinema antes do fim do ano? ver alguma coisa? quero ver...







































1 Comments:

At 21 November, 2006 12:52 , Anonymous Mercedes said...

Ver é muito melhor do que querer.
Querer é presente, ver é real!

às vezes tenho inveja de frases e raciocínios: "Quem está ao sol e fecha os olhos, Começa a não saber o que é o sol E a pensar muitas coisas cheias de calor. Mas abre os olhos e vê o sol, E já não pode pensar em nada, Porque a luz do sol vale mais que os pensamentos(...)Eu devia vê-las, apenas vê-las; Vê-las até não poder pensar nelas...

Queria ter escrito isso! Queria ter pensado isso!
Mas lembra aquilo que vc me disse uma vez? DE AGORA EM DIANTE, TUDO O QUE EU LEIO E GOSTO, FOI ESCRITO PRA MIM.

HAAHAHHA.Troca por "POR MIM"

;)

Beijos

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home